Mão direita no baixo acústico – 1 dedo, 2 dedos ou 3 dedos?

Neste texto eu vou falar um pouco mais sobre a mão direita no baixo acústico e sobre algumas técnicas diferentes que alguns baixistas usam e que você pode usar para melhorar a sua sonoridade e sua técnica.

Como é de se esperar, algumas pessoas usam técnicas diferentes para se tocar o baixo acustico.

Por termos tamanhos diferentes, nossas mãos são diferentes de pessoa pra pessoa, o que pode influenciar bastante nas escolhas e na postura de cada um.

E muitas vezes as técnicas usadas são diferentes por conta de expectativas diferentes.

Como assim?

Cada um tem uma referência de som na cabeça, cada um ouviu um baixista mais que outro, e até gosta mais de um tipo de som e detrimento de outro. O que é normal.

Então essa busca pelo som ideal é muito particular.

Mas o que eu posso dizer, e que eu vou insistir muito, é que o ideal é sempre tocar de forma confortável, o mais natural possível. 

Sem posições esquisitas, com os ombros baixos, as costas dobradas, joelhos dobrados ou cintura torta… Quanto mais perto da sua postura natural melhor.

Então, eu vou falar de 4 possíveis técnicas de mão direita.

1) Tocar somente com o dedo indicador

unsplash-logo
Charles 🇵🇭

Essa técnica ficou conhecida e foi muito imitada, porque um dos grandes baixistas de Jazz de todos os tempos a utilizava.

Estou falando do Ray Brow, um cara que tocou com todo mundo, todo mundo mesmo, do Jazz. Este cara aqui, caso você ainda não conheça.

Basicamente você deve apoiar o seu dedo indicador na corda que deseja tocar e soltar o peso do braço deixando o dedo parar na corda seguinte.

Eu gosto dessa técnica porque o seu som fica bem equilibrado. E sempre gordo, bonitão.

2) Indicador e Médio Juntos

unsplash-logo
Sai Kumar

A próxima técnica é bastante usada pelo baixista Ron Carter – outra lenda. Procure saber mais sobre ele aqui.

Funciona assim: você vai usar os dedos indicador e médio juntos. Utilizando o mesmo princípio da técnica anterior: você vai sempre soltar o peso do braço e apoiar o dedo na corda seguinte.

Mas os dedos estão sempre atacando juntos as cordas.

3) Indicador e Médio Intercalados

unsplash-logo
Priscilla Du Preez

E você pode usar os dois dedos intercalados também, ambos tocando individualmente as cordas.

É a técnica que estamos habituados a usar no baixo elétrico.

No baixo acústico essa técnica facilita muito para tocar duas cordas diferentes, principalmente se forem ascendentes.

Por exemplo: você vai tocar duas notas, a primeira está na corda Lá e a segunda na corda Ré. Utilizando essa técnica você tocaria a corda Lá com o dedo médio e a corda Ré com o dedo indicador. 

Essa técnica é mais fácil para tocar passagens mais rápidas, pois você tem os dois dedos atuando separadamente.

4) 3 Dedos da Mão Direita

unsplash-logo
Florencia Viadana

A quarta técnica que acho bem interessante é usar 3 dedos da sua mão direita. Isso mesmo, três dedos.

Você vai usar seus dedos indicador, médio e anelar.

O baixista que ficou famoso usando esta técnica no baixo acústico foi o Niels Henning Orsted Petersen. Puuta baixista! O cara tocava muito rápido!

Confere aqui ele tocando Donna Lee… (se prepara que o bicho pega).

Enfim, ele usa 3 dedos da mão direita, assim como alguns baixistas do rock. 

O NHOP tocava usando a seguinte ordem: anelar, médio, indicador, anelar, médio, indicador… Ou seja, ele começava sempre no mesmo lugar. 

Mas você pode misturar, fazendo da seguinte forma: anelar, médio, indicador e então voltar para o dedo médio. 

Se você quiser praticar esta técnica, procure o jeito que faça mais sentido pra você e manda bala!

Tocar baixo elétrico pode ajudar?

E você pode ainda, apesar de eu sempre advogar o oposto, tocar com a mão mais na perpendicular em relação as cordas. Como se fosse estivesse tocando o baixo elétrico.

O som vai ficar um pouco mais magro, mas é mais fácil de tocar passagens mais rápidas. 

MAS eu insisto muito que baixo elétrico e baixo acústico são diferentes! E trazer essa técnica do elétrico para o acústico resulta num som bem mais magro, além de sua postura não ficar tão correta, ou até desconfortável mesmo.

Dica muito importante 

unsplash-logo
Rowen Smith

Outra coisa importante para se prestar atenção é na região do espelho onde você deve apoiar a mão direita. 

Se você apoiar a mão mais pra cima do espelho, mais perto do corpo do instrumento, o som fica mais “aveludado”, mais leve um pouco. 

Assim como no baixo elétrico, quanto mais perto do corpo mais “macio” vem o som. 

Então pra coisas mais lentas e melodias bonitas e calmas é mais interessante tocar com a mão nessa região.

E mais pra baixo, perto do cavalete, o som vem mais ‘agulhadão’, com mais ‘punch’. O que também será muito importante quando você precisar de mais volume e de maior clareza nas suas frases.

Enfim, como o objetivo final é Fazer Música, o ideal é você conhecer estas técnicas e investigá-las no seu instrumento. 

Quando a hora chegar você terá uma gama maior de opções para escolher e utilizar no contexto em que estiver tocando.

Alguma dúvida? Achou que faltou alguma coisa?

Fiz esse vídeo AQUI falando sobre este assunto, confere lá!

Me escreve aí!

2 Comments

  1. José Eduardo Dias Lourenço disse:

    Oi Daniel, tudo bem? Gosto muito dos seus posts e admiro sua disposição, conhecimento técnico e didático na exposição das técnicas. Sou um músico de sala de estar, churrascos e mesa de bar de amigos, toco, arranho, meu violão, aliás arranho o de outros também, se eles deixarem, “de ouvido” não sei uma nota sequer do que toco, rsrs, mas adoro música de qualidade e consigo tocar umas tantas bem boas. Gostei de conhecer e ouvir os baixistas que você apresentou, Jazz e blues, gosto demais. Parabéns pelo seu trabalho, seu primeiro cd faz parte da minha play list no spotfy e ouço sempre que posso, de preferência degustando lentamente uma cachacinha da boa ou um vinhozinho daqueles. Siga curtindo, fazendo sucesso e nos brindando com novos conhecimentos de sua arte que curto muito. Grande abraço,

    *José Eduardo Dias Lourenço* a r q u i t e t o Cel: (12) 98138-8880

    Em qua., 20 de nov. de 2019 às 10:26, Daniel Coelho escreveu:

    > Daniel Coelho posted: ” Neste texto eu vou falar um pouco mais sobre a mão > direita no baixo acústico e sobre algumas técnicas diferentes que alguns > baixistas usam, que você pode, e deve, usar também para melhorar a sua > sonoridade. Como é de se esperar, algumas pessoas usam t” >

    1. Muitíssimo obrigado por ler os conteúdos e principalmente por vir até aqui e participar ativamente do blog, por ouvir o cd…
      Fiquei muito feliz mesmo!
      Muito obrigado!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s